Bafômetro que promete detectar o câncer começa a ser testado na Inglaterra

Divulgação

O instituto britânico Cancer Research UK Cambridge Centre começou, nos primeiros dias de 2019, a fazer testes práticos em um aparelho que pode se tornar revolucionário na área da saúde. A máquina, que lembra um bafômetro, promete detectar alguns tipos de câncer e outras doenças através da respiração humana.

O aparelho funciona da seguinte maneira: após a pessoa soprar o bafômetro, a máquina faz uma análise química das particulares presentes na respiração. De acordo com especialista, doenças como o câncer podem deixar um restro que pode ser detectado pelo aparelho.

Para verificar a praticidade e a eficácia da invenção, o instituto já coletou amostras de 1,500 pessoas, algumas já diagnosticadas com câncer. Os resultados completos da pesquisa só estarão disponíveis dentro de dois anos.

A Dra. Rebecca Fitzgerald, que é quem lidera a pesquisa do Cancer Research UK se mostrou animada com a possibilidade de mais uma ferramenta pra combater o câncer: “Nós precisamos urgentemente desenvolver novos métodos, como esse teste de respiração, para detectar e diagnosticar o câncer. Isso dá aos nossos pacientes chances melhores de vencer a doença", disse a pesquisadora.

"Através deste teste clínico, nós pretendemos achar sinais na respiração que ajudem a identificar o câncer em seus primeiros estágios", completo. Os primeiros tipos de câncer testados pelo aparelho serã esôfago e estômago. Depois, a pesquisa será expandida para cânceres de próstata, rim, bexiga, fígado e pâncreas.

Ainda de acordo com os especialistas, o teste de respiração pode se mostrar ainda mais eficaz se utilizado em conjuton com outros tipos de diagnósticos. "Existe um enorme potencial para usarmos testes de respiração alinhados com exames de sangue e urina para ajudar os médicos a conseguirem um diagnóstico melhor e mais rápido", explica Billy Boyle CEO da Owlstone Medical, que está patrocinando a pesquisa. "Além disso, é importante lembrar que esses métodos estão poupando os pacientes de procedimentos muito mais invasivos", lembra.

Detectar o câncer no início pode ser a diferença entre a vida e a morte para muitos pacientes. De acordo com Dr. David Crosby, especialista em detecção da doença, os testes com o novo aparelho são muito bem vindos. "Tecnologias como a do bafômetro poder ser uma revolução no modo como fazemos o diagnóstico do câncer", finaliza o médico

Fonte: Portal IG