Estudo aponta aumento no número de produções lideradas por diretores negros

Divulgação

Historicamente, 2018 foi um ano com um número de diretores negros muito maior do que anos anteriores. Dos 100 principais filmes do ano, 16 deles foram dirigidos por negros. O número apresentou um forte crescimento em relação ao passado, considerando que em 2017 apenas seis deles estavam envolvidos nos 100. A análise foi feita pela Iniciação de Inclusão da University of Suthern California, promovida pela escola de comunicação e jornalismo (intitulada Annenberg).  

Em entrevista ao The New York Times, Stacy L. Smith, que produziu o relatório final desse estudo, falou sobre o crescimento do número de diretores negros na indústria: "Isso oferece uma prova de que Hollywood pode mudar quando quiser".

Um desses diretores é Ryan Coogler, de "Pantera Negra" (2018), que levou sete indicações ao Oscar 2019 (melhor filme, melhor direção de arte, melhor figurino, melhor trilha sonora, melhor mixagem de som, melhor edição de som e melhor canção original).  

Embora comemore tal crescimento, Stacy declarou: "Apesar disso, não vemos esse resultado refletido entre diretores do sexo feminino ou asiáticos". Analisando os 1200 longas de maior bilheteria de 2007 a 2018, os pesquisadores descobriram que pouco mais de 4% tinham mulheres como diretores. Asiáticos representaram apenas 3,6% dos 100 diretores de bilheteria, número que mudou pouco no decorrer dos anos.

Sobre a situação das mulheres negras na indústria do cinema, Stacy apontou: "As mulheres negras são quase invisíveis na produção de filmes - seja como diretoras, produtoras ou em cargos menores".

A pesquisadora ainda declarou: “Apenas 1,4% dos editores, 1,5% dos designers de produção e 1,6% dos produtores eram mulheres negras. Apenas uma mulher negra trabalhou como compositora nos 300 longa-metragens que examinamos e não havia diretores de fotografia representados pelo sexo feminino”.

Dentre os 16 diretores negros das principais produções de Hollywood em 2018, há apenas uma mulher. Trata-se de  Ava DuVernay, de "Uma Dobra no Tempo".  

Fonte: Portal IG