Jornalista Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero em São Paulo

Reprodução/ Globo

O jornalista Ricardo Boechat morreu na tarde desta segunda-feira (11) em São Paulo após a  queda do helicóptero que o levava para a Rede Bandeirantes. 

Ricardo Boechat havia participado de uma palestra em Campinas, no interior de São Paulo, depois de apresentar o matinal "A Notícia com Ricardo Boechat", da BandNews FM no Rio de Janeiro, e estava a caminho da capital. Aos 66 anos, o jornalista era âncora do "Jornal da Band" na televisão.

O helicóptero estava a caminho da Rede Bandeirantes quando caiu na alça de acesso do Rodoanel para a Rodovia Anhnaguera, na zona oeste de São Paulo. Ao cair, o helicóptero atingiu um caminhão que trafegava pela rodovia e provocou princípio de incêndio na pista – que foi completamente extinto por volta das 13h. O Corpo de Bombeiros já havia confirmado a morte do piloto, carbonizado durante a colisão com o caminhão. 

Antes disso, em seu último programa da rádio, o jornalista comentava sobre a tragédia de Brumadinho e cobrava maior fiscalização das autoridades.

Um dos maiores jornalistas brasileiros, Boechat começou a carreira nos anos 1970 no extinto jornal Diário de Notícias. Com passagens também pela Rede Globo, O Globo e O Estado de S.Paulo ele venceu três prêmios Esso ao longo da carreira. 

José Luiz Datena foi incumbido de anunciar a morte do jornalista na televisão: "É com profundo pesar desses quase 50 anos de jornalismo, cabe a mim informar a vocês que o jornalista Ricardo Boechat , pai de família, companheiro, o maior âncora do jornalismo da TV brasileira, morreu hoje em um acidente de helicóptero no Rodoanel em São Paulo".

Além do rádio e da televisão, Ricardo Boechat também escrevia uma coluna semanal na Revista IstoÉ. Ele deixa a esposa Veruska Seibel Boechat e seis filhos: Beatriz, Rafael, Paula, Patrícia, do casamento com Claudia Costa de Andrade, e Valentina e Catarina, da relação com Veruska. 

Fonte: Portal IG