Scarpa diz que temporada foi "complicada", mas comemora título com o Palmeiras

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

A primeira temporada de Gustavo Scarpa pelo Palmeiras não foi nada fácil. O meia precisou ficar um longo tempo afastado dos gramados por problemas judiciais para se desvincular do Fluminense, seu ex-clube e, posteriormente, sofreu uma lesão no calcanhar.

Na reta final do Brasileirão, porém, as coisas melhoraram e Scarpa acabou como peça importante na conquista do título brasileiro não só pelos dois gols marcados, mas também por sua rara qualidade no passe.

Quando esteve em campo, o camisa 14 mostrou o motivo de o Palmeiras ter lutado pela sua contratação. Com o passe açucarado para Luan marcar no triunfo por 3 a 0, no Allianz Parque, pela 34ª rodada, o meia chegou a 25 assistências nas últimas quatro edições do brasileiro e só fica atrás do companheiro Dudu (35) no ranking divulgado pelo Footstats, site especializado em estatísticas.

Em 2016 e 2017, ainda pelo Fluminense, Scarpa terminou a competição nacional como o maior garçom. Foram 12 assistências no ano passado e dez na penúltima temporada. Além disso, o meia também aparece como o terceiro jogador que mais deu assistências para finalização no Brasileirão entre 2015 e 2018. Foram 225 e, nesse período, atrás somente de Dudu (244) e Lucas Lima (259).

“Tive uma temporada complicada extracampo e não posso mentir que isso atrapalhou o rendimento. Mas, graças a Deus, todos esses imbróglios fazem parte do passado. Mesmo com esses problemas, consegui render e é muito bom saber que pude contribuir para o título. Além disso, é gratificante chegar ao final da temporada e ver que sigo com números de destaque no futebol nacional, onde há tanta gente boa”, afirmou.

“Agora estou de férias e só quero descansar. Espero poder ajudar, ainda mais, o Palmeiras em 2019. Temos um grupo muito forte e buscarei meu espaço, sempre respeitando os companheiros e treinando forte”, completou.

Scarpa participou de 12 jogos na campanha do título, sendo oito como titular. Marcou dois gols (Paraná e Vitória) e deu uma assistência. Além disso, distribuiu sete passes para finalização. Em toda a temporada, o camisa 14 disputou 24 partidas, balançou as redes seis vezes e deu dois passes decisivos.

Fonte: Portal IG