Seis polêmicas em que José de Abreu se envolveu por causa de política

Reprodução/Twitter

José de Abreu já é figurinha carimbada na televisão brasileira, desde sua primeira novela na Globo, nos anos 80. De lá para cá, o ator não parou mais e emplacou trabalhos mais conhecidos, como seus personagens em “Anos Dourados”, “Renascer”, “A Indomada”, “A Regra do Jogo” e, mais recentemente, “Segundo Sol”.

Desde o ano passado, quando Jair Bolsonaro foi eleito Presidente do Brasil, José de Abreu se envolveu em diversas polêmicas sobre política. Discussões com seguidores, alfinetadas em colegas de emissora e até autoproclamação à presidência do País.

E parece que, se depender do global, o assunto não acabará tão cedo, uma vez que as polêmicas não param de surgir. Abaixo, listamos algumas controvérsias em que o ator se envolveu quando o assunto é política.

Nem os colegas de emissora foram poupados! Regina Duarte, por exemplo, possui crenças políticas completamente diferentes do colega. Recentemente, a atriz publicou uma imagem em seu Instagram e que defendia a extinção do Supremo Tribunal Federal.

“Se acabar o STF, com certeza acaba a corrupção. O país agoniza nas mãos de uma corte degradada”, afirmou a eterna namoradinha do Brasil. No entanto, Zé foi categórico e a alfinetou: “Tenho medo da Regina Duarte”, disse.

Alexandre Frota, eleito deputado federal pelo PSL, mesmo partido de Bolsonaro, afirmou ter protocolado uma ação criminal, na Procuradoria Geral da República, contra o artista. “Estarei entrando com uma representação criminal contra este traste, pelos diversos crimes cometidos por ele no aeroporto em solo brasileiro. Será surpreendido. A representação será entregue à Procuradora Geral da República”, declarou o ex-ator pornô.

Como se as discussões na internet não fossem suficiente, Zé se envolveu em um outro incidente e, dessa vez, aconteceu em um restaurante em São Paulo. Tudo começou quando ele se envolveu em um bate-boca sobre o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016. Na ocasião, que também aconteceu no mesmo ano, o ator chegou a cuspir no casal com quem discutia.

Ao participar do “Domingão do Faustão”, apresentado por Fausto Silva, ele defendeu o ato. “A minha primeira reação, que foi de partir pra briga, eu consegui conter. Mas a segunda, eu não sei de onde veio, eu nunca cuspi em ninguém. Na hora não pensei em política. A única coisa que me veio na cabeça foi: porque nós não podemos conviver pacificamente nesse país pensando diferente?”, se explicou.

Totalmente contrário à opinião dos partidos de direita, Zé de Abreu teve seu passado revirado pelos internautas, que descobriram propagandas políticas de partidos como o PSDB, e foi questionado. “Ué. ‘Meu partido é o PSDB’? Não entendi, Zé”, disse um usuário do Twitter. “Agora entendi essa esquizofrenia dele. O cara não conseguiu se destacar nem no PSDB/PMDB e então foi viver na bolha petista”, criticou outro.

Recentemente, o ator, durante uma conversa com seus seguidores, se autoproclamou Presidente do Brasil, o que não foi bem visto entre os eleitores de Bolsonaro.

“Acabei de me proclamar Presidente do Brasil. Quem me apoia? Estou na Grécia e assumo dia 8 de março, no Galeão. A partir de hoje sou o autodeclarado Presidente do Brasil. Igual fizeram na Venezuela. Lula está nomeado chefe da Casa Civil, Militar e Religiosa”, escreveu em um tweet publicado no fim de fevereiro.  A brincadeira rendeu inúmeras discussões sobre o assunto.

Nesta semana, Jair Bolsonaro viajou à terra de Donald Trump e se encontrou, em caráter político, com Donald Trump, presidente dos EUA. Pelo Twitter, Zé de Abreu comentou sobre o assunto, afirmando que o chefe de estado brasileiro sujou a imagem do país.

“Vou ter que viajar para os EUA para desfazer essa péssima imagem do Brasil deixada pelo Presidente Capitão. Já vou chegar dizendo que Coca-Cola dá câncer, que a Disney é uma caça-níqueis para brasileiros deslumbrados e que calça jeans tá fora de moda”, declarou José de Abreu.

Fonte: Portal IG