Congresso fecha acordo provisório sobre muro para evitar paralisação nos EUA

Reprodução/Casa Branca

Democratas e republicanos anunciaram ter fechado um acordo provisório nessa segunda-feira (11) para evitar uma nova paralisação do governo dos Estados Unidos. Para impedir mais um 'shutdown', os parlamentares concordaram em ceder verba para a construção de um muro na fronteira, mas não como o presidente Donald Trump exigia. 

Trump queria US$ 5,7 bilhões para a construção de 215 quilômetros de muro na fronteira com o México, uma de suas principais promessas de campanha. Os parlamentares, por sua vez, foram contra e, por conta disso, o governo dos Estados Unidos ficou paralisado por mais de um mês entre dezembro e janeiro. O chamado ' shutdown' foi o mais longo da história. 

Durante esse período, cerca de 800 mil funcionários federais ficaram em licença não remunerada ou trabalhando sem receber. Em algumas áreas, como segurança interna e transportes, o pessoal foi reduzido ao mínimo.

Sendo assim, o governo e o Congresso aprovaram uma lei no final de janeiro para financiar os gastos por três semanas, cujo prazo termina nesta sexta-feira (15). Se não houver um acordo até lá, outra paralisação pode começar neste fim de semana. 

Ainda não foram divulgados os detalhes sobre o novo acordo provisório proposto pelos parlamentares mas, segundo a imprensa americana, o orçamento é de cerca de US$ 1,375 bilhão para a construção de 89 quilôemtros de barreiras verticais de aço na fronteira, e não um muro como Trump queria.

O novo plano ainda deverá ser aprovado por Trump até esta sexta. Em sua conta do Twitter, o presidente disse durante o fim de semana, em tom irônico, que acredita que a oposição queira uma nova paralisação.

"Foi uma semana muito ruim para os democratas, com os ótimos números econômicos, o desastre da Virgínia e do discurso de estado da União. Agora, com as terríveis ofertas feitas por eles para o Comitê de fronteira, eu realmente acredito que eles querem um novo shutdown. Eles querem um novo assunto!", escreveu. 

Fonte: Portal IG