Campos do Jordão no calor! Veja trilhas para quem ama pedalar

shutterstock

Campos do Jordão é muito lembrado para uma viagem a dois em dias frios. O destino realmente encanta no inverno por possuir um ar europeu, mas a charmosa cidade também conta com outras atrações que podem ser desfrutadas em grupo e em épocas de calor. Entre elas, está uma variedade de trilhas, que possibilitam a prática de esportes radicais como o ciclismo.

Carlos Cristóvão é atleta de mountain bike e guia passeios de bicicleta por trilhas na região de Campos do Jordão. Ele também desenvolve treinamentos de ciclismo profissional e recreativo e, conhecendo bem do assunto, o rapaz garante que a região conta com trilhas ideais para quem é iniciante e também profissional.

Pensando em roteiros atípicos, o ciclista reuniu quatro dicas de trilhas em Campos e em seus arredores que são ótimas para pedalar. As sugestões vão desde trilhas mais fáceis, para quem é iniciante, até outras de níveis mais elevados, indicadas para os mais profissionais. Confira:

O local é destinado a pessoas com pouca prática e também agrada os mais experientes. Carlos diz que o Zoom Bike Park é um espaço de mountain bike ótimo para alugar bicicletas e se arriscar em uma experiência radical.

São 32 km de “single tracks” (trilha estreita) — sendo que 22 km foram construídos do zero, seguindo orientações internacionais no padrão IMBA (International Mountain Bicycling Association). Além disso, o viajante vai encontrar 18 trilhas que, ao pedalar uma por vez, resulta em, aproximadamente, 46 km de percurso.

Segundo o ciclista, a área conta com boa infraestrutura e atendimento, possui lojinha, local para aluguel de mountain bikes, estacionamento, vestiários, box lava bike,  serviços de tirolesas, passeios à cavalo, arborismo, restaurante, lanchonete e chalés para hospedagem.

A trilha ganhou popularidade nos anos 1980, época em que aconteciam corridas de motos e, por isso, a Zig-Zag é uma das mais procuradas da região. O ponto mais alto fica a 1.659 metros acima do nível do mar, possui uma extensão de 15 km e, para completá-la, é necessário percorrer um percurso que dura de uma hora e meia a duas horas.

A trilha é considerada difícil por ter 10 km de extensão e se alterna entre single track e trechos mais amplos. Todo esforço é recompensado cerca de 2 km antes de terminá-la, pois é possível apreciar a cachoeira do Lajeado, um dos pontos turísticos mais importantes de Santo Antônio do Pinhal. Nos dias mais quentes, o turista pode aproveitar a parada para tomar um banho de cachoeira.

Que gosta de competir pode aproveitar para disputar a Big Biker, uma prova que acontece desde 2001 no sistema de maratona. O ciclista precisa percorrer grandes distâncias, sendo que algumas etapas podem chegar a mais de 100 km de percurso.

É possível competir em duas categorias, Pró e Sport, que são diferenciadas pela distância percorrida e dentro das categorias os atletas são divididos pela idade. O percurso atravessa Campos, Santo Antônio do Pinhal e São Bento. Carlos costuma treinar seus alunos nesse percurso, pois é um circuito com subidas duras e descidas velozes.

A trilha fica na Serra da Mantiqueira, com picos de até mais de 2 mil metros. Esse trajeto liga Campos do Jordão e São Bento do Sapucaí. A dica de Calos para o viajante mais experiente é sair de São Paulo pedalando para transformar o passeio em uma viagem de um dia. Na estrada de terra, há uma apreciável vista da Pedra do Baú, muitas estradas levam até lá e a Estrada do Campista.

Independente da trilha que irá visitar em Campos do Jordão, a indicação geral de Carlos é o ciclista sempre se hidratar muito e proteger a pele com um protetor solar. Antes do passeio, também é aconselhado fazer um alongamento.

Fonte: Portal IG