O que fazer em Chicago? Confira roteiro com dicas de Luísa Sonza

Reprodução/Instagram

Uma das principais cidades dos Estados Unidos e o lar de mais de 2 milhões de pessoas, Chicago é uma bela cidade para visitar e passar por experiências inesquecíveis. Seja apreciando a vista do lago Michigan ou curtindo obras de arte em museus e nas ruas, não falta o que fazer em Chicago, a famosa Windy City.

Mas em um lugar que se estende por 606 km2, é uma boa ter um roteiro para saber o que fazer em Chicago. E a digital influencer, atriz e cantora Luísa Sonza, que esteve por lá no final de 2018, tem cinco pontos turísticos na manga para quem quiser aproveitar a cidade tão bem quanto ela.

Afinal, nas palavras da própria, a experiência é enriquecedora. "Tive contato com uma cultura diferente e fiquei fascinada com toda a história. A cidade precisa ser desbravada ao menos uma vez na vida!"

E não é nenhum exagero: Chicago é uma cidade com uma história rica, situada próxima a um dos principais polos comerciais e industriais dos EUA no século XX, o agora infame Rust Belt - que integra municípios como Pittsburgh, Detroit, Buffalo e Cleveland. Para conhecer bem a Windy City, ou Cidade dos Ventos em português, estas são as cinco indicações da famosa.

A mais icônica atração turística do Meio-Oeste americano é este píer de mais de 1 km de extensão às margens do lago Michigan. Com jogos, restaurantes, museus, passeios e eventos gratuitos, o Navy Pier atrai cerca de 9 milhões de turistas anualmente.

Por lá também fica o Chicago Shakespeare Theater, famoso por suas reproduções das clássicas peças do escritor inglês, com mais de 650 atuações e um volume médio anual de 225 mil turistas por ano, de acordo com o site oficial do Navy Pier.

A roda gigante em uma das pontas do pier é o destaque para muitos, inclusive para Luisa. Dela, segundo a influenciadora, é possível ver grande parte da cidade - afinal, ela tem quase 61 metros de altura.

Outra ideia é aproveitar e fazer algum tour que sai do Navy Pier para conhecer mais detalhes da cidade. 

A Willis Tower, ou Sears Tower (seu nome original), tem 110 andares distribuídos ao longo de 442,1 metros. Concluída em 1973 com o esforço de 2 mil operários, a torre só assumiria o nome atual em 2009.

Atualmente, segundo o site oficial da torre, estão sendo executados os planos para uma renovação de US$500 milhões (quase R$1,9 bilhões), revelada em 2017 para o público.

O grande atrativo da torre, mesmo assim, é o SkyDeck. Localizado no 103˚ andar da Willis Tower, ele fica aberto 365 dias no ano, funcionando das 10h às 20h entre outubro e fevereiro, e das 9h às 22h entre março e setembro.

A vista proporcionada por essa atração vai te deixar sem fôlego, como expressa Luisa. "Dele consegui ver quatro estados, foi incrível demais. Fora que a parte do SkyDeck possui paredes e chão de vidro. É incrível e instigante". 

É neste local que a famosaestá na foto que aparece no começo desta reportagem.

Com quase 100 km2, é difícil não se impressionar com o Millennium Park, inaugurado em 2004. Segundo o site oficial da cidade, nele é possível desfrutar de uma rica coleção de obras primas da arquitetura, do paisagismo e de arte.

Ao todo, em 2017, o parque viu o incrível número de 25 milhões de turistas e visitantes, fazendo dele a principal atração da cidade e do Meio-Oeste, bem como uma das dez principais de todos os Estados Unidos.

Várias tradições festivas tomam lugar no Millennium Park, além patinação no gelo, apresentações musicais e artísticas e muita, mais muita, natureza para você aproveitar com a família.

Essa escultura elíptica de 99 toneladas feita de placas de aço inoxidável extremamente polidas reflete todo o horizonte da cidade e as nuvens do céu - daí o seu nome. De acordo com o site da cidade, ela foi inspirada pelo mercúrio líquido, e está entre as maiores desse tipo no mundo, com 20 m de comprimento e 10 m de altura.

Esta foi a primeira obra que o artista britânico Anish Kapoor expôs ao público a céu aberto nos Estados Unidos. E ela também vai te deixar com um nó na cabeça ao ver o reflexo da paisagem. "Sua geometria e dimensão destacam pontos da cidade de forma diferente conforme o ângulo que você vê", afirma a influenciadora.

A maior cidade de Illinois abriga um dos mais ricos e visitados museus de arte dos Estados Unidos e, por que não, do mundo. Desde 1893, o museu se encontra no mesmo prédio, cujos leões de bronze em frente à entrada principal já viraram ícones.

Como destaca o site oficial do Instituto, ele foi de um acervo composto de esculturas de gesso em seu princípio, em 1879 (logo após o Grande Incêndio de 1871), a um museo que agora abriga mais de 300 mil trabalhos de artistas de estilos de todo o mundo e de todas as eras. O acervo vai de esculturas de bronze chinesas à arte moderna, e de peças em tecido a arte de instalação.

A influenciadora digital elogiou todo o acervo, que disse conter algumas das melhores obras que ela já viu na vida, mas destacou os trabalhos de pintores mais modernos, como os do Impressionismo. "As de Claude Monet foram as que mais me deixaram impressionada".

Se você estava em dúvida com relação a o que fazer em Chicago, não tem mais desculpa: com este roteiro, você tem mais que o suficiente para fazer uma boa viagem pela cidade.

Fonte: Portal IG